Comunidade » Mobilidades Internacionais


MOBILIDADES INTERNACIONAIS

O Erasmus+ é um programa financiado pela União Europeia nos domínios da educação, da formação, da juventude e do desporto para o período de 2014-2020, promovendo, entre outras ações, a oportunidade de estudantes, professores, formadores e pessoal de instituições de ensino participarem numa experiência de aprendizagem e/ou profissional noutro país.

A Escola de Formação Profissional em Turismo de Aveiro iniciou-se com 12 bolsas do projeto Leonardo da Vinci ao abrigo do PROALV - Programa Aprendizagem ao Longo da Vida e hoje já conta com 65 mobilidades de alunos, 29 ex-alunos e 16 de staff.

A experiência da EFTA no âmbito dos projetos de mobilidade internacional desde 2013 foi reconhecida através da atribuição a nível nacional do Prémio Boas Práticas Erasmus+ 2016.

Atualmente tem o 7º projeto EFTA – Mobility for Innovation, composto por 23 mobilidades:

- 4 visitas preparatórias (janeiro/fevereiro 2019);

- 10 vagas para estágios curriculares (maio a agosto 2019);

- 4 vagas para acompanhantes (maio 2019);

- 3 vagas para estágios extra curriculares (setembro a dezembro 2019);

- 2 vagas para atividade de job shadowing (outubro/novembro 2019).

 

Este projeto reflete a importância estratégica do desenvolvimento de atividades de colaboração com outras entidades europeias, proporcionando aos seus alunos, docentes e colaboradores uma experiência que permita afirmar a EFTA voltada para o futuro e para a Europa.  

 

Consulte o Regulamento e o Calendário do projeto EFTA - Mobility for Innovation.

Descarregue o Formulário de Inscrição

Consulte a Brochura do projeto EFTA on Board 2017/2018.

 

OBJETIVOS DAS MOBILIDADES INTERNACIONAIS NA EFTA

  • Aumentar a atratividade do ensino profissional e contribuir para reduzir o abandono escolar;
  • Aperfeiçoar a aquisição de conhecimentos, competências e qualificações, de maneira a facilitar o desenvolvimento pessoal e participação no mercado de trabalho europeu;
  • Reforçar a realização pessoal, a coesão social, a cidadania ativa e a cidadania europeia;
  • Promover a pertença ao espaço europeu; 
  • Proporcionar visitas e estágios internacionais de referência,
  • Promover novas experiências e vivências em território internacional;
  • Promover a aprendizagem de línguas e diferentes cultura, incentivando a tolerância e o respeito por outras culturas. 

 

 

INTERVENIENTES DO PROCESSO

  • AGÊNCIA NACIONAL ERASMUS+: Promove a mobilidade como fator de qualidade profissional na UE.
  • PROMOTOR | EFTA: Toma a iniciativa de propor um projeto de mobilidade.
  • ENTIDADES INTERMEDIÁRIO: Apoia o Promotor durante a mobilidade (logística e formação).
  • ENTIDADES DE ACOLHIMENTO | local de estágio: Define o plano de estágio e nomeia o tutor.

 

 

 

OS NOSSOS PARCEIROS

  

         

    

    

      
   

 

 

 

 

 

TESTEMUNHOS 

 

  Uma experiência positiva a todos os níveis, conhecemos uma nova cultura e as pessoas que nos acompanharam deixaram-nos completamente á vontade! A ONECO foi uma segunda EFTA! Recomendo vivamente a frequência de um estágio no estrangeiro” Jéssica Rodrigues, ex-aluna do curso de Técnico de Receção que estagiou em Sevilha. 
   Felizmente fui uma felizarda por ter agarrado esta oportunidade e ter aproveitado ao máximo estes pequeninos 3 meses que passaram a correr… I can, You can, We can” Tánia Santos, ex-aluna do curso de Técnico de Receção que estagiou em Londonderry. 
   Adorei estagiar no Restaurante Het Land com uma estrela Michelin. Sempre realizamos tarefas com supervisão e muita responsabilidade, o chef e a auxiliar foram como uns pais para nós! Já tenho saudade.” Adriana Garrido, ex-aluna do curso de Restauração cozinha/pastelaria que estagiou em Antuérpia. 
  “Ao longo desta minha aventura tive a oportunidade de conhecer pessoas fantásticas de imensas nacionalidades para não falar das grandes amizades que vou levar comigo” Michel Ford, ex-aluna de Turismo que estagiou em Bordéus.
   “Sinto-me muito mais preparada para o mercado do trabalho tanto em Portugal como no estrangeiro. Foi uma experiência muito enriquecedora tanto profissional como pessoal, foi completamente diferente do que esperava, mas muito melhor do que esperava.” Diana Tolebay, ex-aluna de Turismo que estagiou em Londonderry.
  “O Erasmus+ foi uma oportunidade que me permitiu conhecer um mundo novo (…) cresci muito e sem dúvida que repetiria a experiência” Tânia Almeida, ex-aluna de Restauração cozinha/pastelaria que estagiou em Florença.
  “Foi uma experiência muito gratificante e enriquecedora, tanto a nível profissional como pessoal (…) trouxe sem dúvida novos instrumentos e metodologias para a escola” Nohelia Cunha, formadora de restaurante/bar que realizou Job Shadwing em Itália (Rimini).

 

“A minha experiência foi muito enriquecedora. Fui muito bem recebida e consegui atingir todos os meus objetivos. Estagiei num sítio muito bom, o acompanhamento da escola e dos parceiros foi excelente e visitei várias cidades, como Florença, Roma ! Mónica Rajão, aluna de Restaurante que estagiou em Arezzo, Itália.

“Fomos sempre acompanhadas pela escola e pelo parceiro em Arezzo que organizou todas a as atividades de integração e local de estágio, procurando saber sempre se estávamos bem e se precisávamos de alguma coisa (…) Voltava a repetir a experiencia sem duvida alguma e aconselho vivamente a candidatarem-se” Oriana Romero, aluna de Turismo que estagiou em Arezzo, Itália. 

  “A minha experiência foi bastante positiva! Tive uma adaptação muito positiva, fui bem recebida e não me faltou apoio. Criei laços com todos, como se fosse uma família para mim! Foram 3 meses que deixaram saudades” Rebeca Pereira, aluna de Restaurante que estagiou em Sevilha, Espanha.

 

“Foi sem dúvida uma experiência enriquecedora, tanto a nível pessoal como profissional. Consegui aprender muito no meu local de estágio e consegui mais gosto pela minha área (…) em relação à cidade, Praga é uma cidade encantadora! ” Inês Silva, aluna de Turismo que estagiou em Praga, República Checa.

“O Erasmus proporcionou-me os 3 meses melhores da minha vida! A independência e a autonomia fizeram-me crescer e na minha opinião todos os alunos se deviam candidatar” Lucas Rocha, aluno de Cozinha que estagiou em Praga, República Checa.

 

 

 

 

HISTÓRICO DE PROJETOS

 

 

 

 

 

 

O RECONHECIMENTO DA QUALIDADE DO PROJETOS INTERNACIONAIS DA EFTA

 Foi atribuído à EFTA o Certificado de Qualidade VET Mobility Charter pela Agência Nacional Erasmus +, que reconhece a capacidade operacional da escola para gerir projetos de mobilidade e de aprendizagem individual, assim como a sua abordagem estratégica para incorporar mobilidades internacionais nas suas atividades.

Ao obter o VET Mobility Charter Erasmus+ a EPVT, tem a possibilidade de, nos próximos anos, se candidatar de forma simplificada às mobilidades da Ação Chave 1 (KA 1) do programa Erasmus +, para alunos e funcionários do Ensino Profissional.

O VET Mobility Charter Erasmus+ destina-se a incentivar as organizações que têm registos de qualidade comprovada na organização da mobilidade de Ensino e Formação Profissional, para que desenvolvam as suas estratégias de internacionalização europeias.

Da avaliação recebida (88%), ressalta que os projetos de mobilidade estão bem estruturados e com muita qualidade “revela solidez e capacidade de execução.”

Consulte aqui a nossa VET Mobility Charter Erasmus+.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

  

 

 

 

 

 

EM DESTAQUE +